7 de February de 2014

Perseverança

never-give-up

Peguei o onibus crosstown atrasadíssima com a Nina (pra variar). Descemos na esquina do MET e corremos esbaforidas até a escola que ficava a poucos quarteirões dali. Quando estávamos dentro da escola, na porta da classe, lembrei que havia esquecido a mochila dela no onibus.

No meio de olhos lacrimejantes pela falta da mochila, me despedi e disse que tinha que correr para pegar o onibus com a nossa mochila (obviamente, por dentro, eu já estava pensando: “que m…. mais uma Dna Paula. Só não esquece a cabeça pq ta grudada, bla bla bla). Ela, meio chorosa, deu tchau e entrou na sala.

Eu, ainda sem saber ao certo o que fazer, perguntei à recepcionista da escola qual o telefone do MTA (empresa responsável pelo transporte público) ou equivalente para o caso de “lost and found”.

Ela me deu o número 311 – que não era do MTA. Enquanto eu tentava falar com esse número, decidi pegar um taxi e ir atrás do meu ônibus, just in case, afinal de contas, fazia apenas uns 10 minutos que eu havia descido na 5 ave e ele ainda iria até a York.

O taxista foi estúpido. Pedi para ele seguir o percurso do crosstown e ele ficou com má vontade, dizendo que tinha crosstown na 79, na 20 e sei la mais onde, mesmo eu tendo sido explícita ao pedir que seguisse o percurso do crosstown da 86 (ódio!!!). Como se não bastasse duvidar do percurso que eu queria seguir, o idiota parou no meio da rua e perguntou se eu ia ter dinheiro para pagá-lo, uma vez que minha mochila havia ficado dentro do onibus. Ele queria me “despejar” do taxi. Me deu vontade de dar um soco na cara dele. A mochila era da Nina e não minha, portanto meus pertences nao estavam lá dentro.

Enquanto isso, tentava me comunicar com a pessoa do 311 que me deixava esperando – ao som da musiquinha irritante – a cada nova informação que eu lhe dava. Depois de umas 3 “esperadas” bate-e-volta a inteligencia rara informa que os ônubus eram controlados pela City e que o numero que eu havia discado 311 era State e que ele nao poderia me ajudar, pois não tinha jurisdição. Jura? leva tanto tempo assim para saber o escopo da jurisdição do seu trabalho? Sugeriu que eu ligasse no “auxilio a lista” para falar com o MTA. Great!

This is what I call “multi-tasking”: enquanto eu no telefone tentando resolver como falar com alguem do MTA e o taxista fazendo corpo mole para correr atrás de todos os crosstowns da 86, eu ficava olhando a cara dos motoristas para ver se eu reconhecia o “meu” motorista.

Passamos por 1 na altura da Lex. Achei que nao fosse. Perto da 1av dois crowwtowns enfileirados para parar em um ponto. Pensei: tem que ser um desses dois. Pedi para o taxista emparelhar com o primeiro onibus na nossa frente. Achei que pudesse ser, afinal de contas, eu lembrava que o motorista era African-American. However, todos (quase todos) são African American e com aquele uniforme fica todo mundo mto parecido.

De qualquer forma os onibus começaram a se mover e nao dava para parar o taxi e perguntar da mochila. Pedi para o taxista seguir até o proximo ponto. Nisso, passamos na frente do primeiro onibus da fila. Eu pensei: “eh esse! tenho certeza. eh esse!”.

Gritei: Stop the car!!!

Desci correndo, e, por meio da janela lateral do motorista, que devia ter pouco mais de 3 cm de abertura, berrei que havia esquecido “my pink backpack inside”. Nem acabei de falar e ele empurra, por esse mesmo espacinho, a mochila da Nina.

Não acreditei. Consegui. Ufa!

  |   COMMENTS: 3
27 de November de 2013

Aplicativo Para Compartilhar Videos e Fotos

magisto-featured-e1383002912645

 

Colaborou Fabiana Baione

 

Algumas semanas atrás, descobri um app de vídeos super legal, chamado Magisto.

Estava a procura de um aplicativo que permitisse compartilhar vídeos e fotos no facebook dos momentos especiais com meu filhote Caio, que tem 3 anos e meio. Depois de fazer o download de 5 aplicativos diferentes, a Magisto foi a mais interessante. Em menos de 5 minutos, você pode criar um vídeo de 1 minuto muito fofo, incluindo fotos, com direito a efeitos especiais e musica no background!

Você ainda tem a opção de fazer ele público ou privado (só as pessoas com quem você dividir o link vão ter acesso).

Abaixo, algum dos nossos vídeos:

Just another Sunday

http://www.magisto.com/video/K0YdPV8aHyxsXxxpYw

What a FUN day

http://www.magisto.com/video/YF4aIlpSGzQiAQ1gCzE

You make me happy

http://www.magisto.com/video/P1hGP0QbFGhuAEBnCzE

 

Have fun!

 

  |   COMMENTS: 1
7 de August de 2013

Summer Camp 2013

summer camp 2013 grupo summer camp 2013 historia summer camp 2013 parque

 

A Brazil Ahead entra em sua quinta semana de colônia de férias em Português que vai até o dia 16 de agosto e o sucesso não para!

 

Este é o seu terceiro ano de Camp com incriveis resultados em um ambiente seguro, divertido e educativo, inteiramente em Português. De 15 a 20 alunos por dia e 5 professores presentes, a Brazil Ahead tem ajudado aos pais a tornarem seus filhos inteiramente bilingues e orgulhosos de seu português.

 

Quem nao puder participar do Camp, mas ainda assim tiver interesse nesse na cultura brasileira para seus filhos, as matrículas para o programa de outono já começaram. Para mais informações, visitem o website:http://www.brazil-ahead.com/kids/

 

A novidade deste ano é que os pais de Westchester agora tem Brazil Ahead pertinho de seus filhos. Aulas em Rye em setembro!

  |   COMMENTS: 0
5 de August de 2013

Parque dos Dinossauros

Field Station Dinosaurs

Para aqueles que adoram dinossauros, que tal visitar um parque perto de Manhattan que simula seu habitat natural com replicas robotizadas?

 

A leitora Ticiana Rocha conta aqui o seu relato ao Field Station Dinosaurs:

 

“Field Station: Dinossaurs (http://www.fieldstationdinosaurs.com) é uma atração que combina diversão com um viés educacional, explorando ciência e geologia em um parque com a reproducão de 32 dinossauros em tamanho real. O parque fica em Secaurus (New Jersey) e está aberto de 10 às 6 horas de Terça a Domingo. O acesso mais confortável ,e talvez o único possível, é carro pois está localizado literalmente no meio do nada. O site coloca que fica “à 9 minutos de Manhattan”, mas levamos cerca de 45 minutos saindo de Midtown East. O estacionamento custa U$ 10 dólares. Tenho um casal de gêmeos de 2 anos e meio que são alucinados por dinossauros. Era um dia agradável, daqueles que a gente não sofre com o calor. Enfim, tínhamos a combinação perfeita e decidimos embarcar no passeio logo depois do almoço. O parqueoferece tickets diferenciados sendo o mais caro com acesso a um filme 3D sobre dinossauros (of course) e uma aula sobre o habitat e a geologia desse mundo pre-histórico. O ticket  mais simples (e é o que recomendo para crianças até 4 anos) dá acesso ao parque e algumas atividades menos elaboradas. Vale destacar que notei quase todos compraram os seus tickets no site Living Social.com com 50% de desconto.Fiquei fora dessa promoção por total falta de atenção, mas acho interessante deixar registrado. Enfim, o parque em si trata-se mais de uma trilha de terra batida com os dinossauros espalhados, alguns reproduzindo seus movimentos e sons. É claro que são de plástico e notamente fake, mas para crianças de 2 anos e meio são pura fantasia. Confesso que alguns chegaram até a assustá-los no começo, mas logo eles entram no clima pois entenderam que os dinossauros não vou “sair do jardim”.  u seja, passado o susto inicial, tudo é pura curtição para eles. Exploramos realmente todas as trilhas, tiramos fotos, brincamos tudo em cerca de 1 hora. A atividade extra que eles fizeram (e adoraram!) foi escavar um banco de areia em busca de fosséis de dinossauros, orientados pelo staff do local. Acredito que era a única atividade adequada à idade deles, mas vi também crianças mais velhas (5-8 anos) bem interessadas participando deaulas sobre geologia e  teatrinhos sobre os famosos dinossauros. A comida oferecida era do tipo fast-food , com soda, chips, hotdogs e sorvetes. Aconselho levar os snacks saudáveis preferidos das crianças e fugir disso, se possível. Os banheiros são químicos (acho que nada mais precisa ser dito…). Também não recomendo ir em um dia quente de verão pois o clima é meio árido e seco, longe de ser agradável. Destaco mesmo a magia dos animais em tamanho real e a tal da lojinha clássica de brinquedinhos na saída. Enfim. saímos de lá cheios de miniaturas, bichos de pelúcia e puzzles,  e as crianças comentando sem parar sobre o passeio . O saldo foi definitivamente positivo, mas é preciso manter as suas expectativas limitadas e se deixar levar para esse mundo tão especial que é a infância e suas descobertas.”

Home | Field Station Dinosaurs

www.fieldstationdinosaurs.com

  |   COMMENTS: 0
1 de August de 2013

H&M online para U.S.A.

HM2

 

Finalmente a gigante sueca H&M lança seu website de e-commerce para quem mora nos Estados Unidos.

 

Atenção para a linha infantil – que não é encontrada em qualquer loja de NY –  com boas opções.

  |   COMMENTS: 0

twitter facebook flickr rss